As Aparições de Nossa Senhora de Fátima: A Rainha do Santíssimo Rosário

Em suas seis aparições, Nossa Senhora de Fátima rogou pelos pecadores e anunciou o fim da Primeira Guerra Mundial

Nossa Senhora de Fátima
Nossa Senhora do Rosário. Fonte: Wikimedia Commons.

Maio é popularmente conhecido como o mês das noivas, mas também é o mês das mães e de Nossa Senhora de Fátima, que fez sua primeira aparição no dia 13 de Maio de 1917. A aparição ocorreu após o Papa Bento XV convocar todos os católicos para pedirem que Nossa Senhora intercedesse na guerra, trazendo a paz naquele momento tão difícil.

Desde então a data é celebrada por católicos em todo o mundo. Nossa Senhora do Rosário de Fátima ― como também é conhecida ― fez ao todo seis aparições, sendo sempre no dia 13 de maio, com exceção apenas daquela feita em agosto, que ocorreu no dia 15.

Como Ocorreram as Aparições

A primeira manifestação de Nossa Senhora de Fátima realizou-se a 2,5 km de Fátima, Portugal. Foi na Cova da Ira, que três crianças viram a santa sob a copa de uma pequena árvore. 

Os três pastorinhos, como eram conhecidas as crianças que presenciaram as aparições de Nossa Senhora de Fátima na Cova da Ira, em Fátima, tinham pouca idade. Lúcia tinha dez anos e seus primos, os irmãos Francisco e Jacinta, apenas nove e sete anos, respectivamente. Eles tinham uma vida simples, marcada pelo analfabetismo, mas acabaram entrando para a história ― não só da Igreja Católica, mas de todo o mundo ― como testemunhas das aparições de Nossa Senhora de Fátima.

Lúcia, Jacinta e Francisco afirmaram que viram uma Senhora que era mais brilhante que o sol, vestida de branco e com um rosário na mão direita. Nossa Senhora de Fátima pediu que elas rezassem o terço todos os dias pelo fim da guerra e deixou a seguinte mensagem: “Vim pedir que venhais aqui seis meses seguidos, sempre no mesmo dia e mesma hora. Depois, vós direis quem sou e o que quero. Em seguida, voltarei pela sétima vez.” 

A segunda aparição ocorreu no dia 13 junho, quando a Santa pediu à Lúcia que estabelecesse no mundo a devoção ao Imaculado Coração de Maria e mostrou às crianças seu coração cravado de espinhos. Nossa Senhora avisou que em breve levaria Jacinta e Francisco para o céu e Lúcia ficaria para cumprir a missão que Jesus tinha para ela. Mais uma vez, pediu que rezassem o terço e que aprendessem a ler. 

Na terceira manifestação (em 13 de julho de 1917), Nossa Senhora de Fátima pediu que depois de cada mistério durante o terço fosse dito: Ó meu Jesus, perdoai-nos, livrai-nos do fogo do inferno, levai as almas todas para o Céu, principalmente aquelas que mais precisarem”.

Lúcia pediu para Nossa Senhora fazer um milagre para que todos acreditassem que era verdade a presença dela naquele lugar e a Santa prometeu realizá-lo no mês de outubro. Nessa ocasião, Nossa Senhora revelou os três segredos de Fátima, apresentou-os em três partes. As duas primeiras foram reveladas em 1941, por meio de um documento escrito por Lúcia. A última parte foi escrita em 1944, mas revelada apenas no ano 2000.

A quarta aparição, que aconteceu em 15 de agosto do mesmo ano, foi marcada pelo apelo da Bela Senhora, que com aspecto triste, pediu às crianças que rezassem pelos pecadores para livrá-los do inferno. A mudança do dia 13 para 15 ocorreu porque na data marcada com a Santa as crianças foram interrogadas pelo administrador do Ourém com a intenção de forçá-las a revelar-lhe o Segredo de Fátima. Tal intento foi inútil, pois elas permaneceram firmes e assim que ficaram livres foram encontrar a Santa. 

Preocupada em saber o que fazer com as doações que recebia em dinheiro das pessoas que iam até o local, Lúcia pede conselhos à Nossa Senhora, que determina a construção de dois andores para a festa de Nossa Senhora do Rosário. O restante do dinheiro deveria ser utilizado para ajudar na construção de uma capela.

Em setembro, Nossa Senhora de Fátima fez sua penúltima manifestação. Neste dia, a Santa disse que Deus estava satisfeito com os sacrifícios e orações das crianças e anunciou a vinda de Nossa Senhora das Dores, Nossa Senhora do Carmo, Nosso Senhor, São José e o Menino Jesus para abençoarem o mundo. A cada aparição, aumentava consideravelmente o número pessoas. Nesta ocasião, estiveram presentes cerca de 15 a 20 mil pessoas.

E, finalmente, em 13 de outubro de 1917, na mesma hora de sempre a bela e bondosa senhora começou o diálogo com Lúcia pedindo que construíssem uma capela no local em sua homenagem e se intitulou como sendo a Senhora do Rosário. Por fim, pediu que continuassem rezando o terço e anunciou, com muita emoção, o fim da guerra. 

Foi então que a multidão presenciou o Milagre do Sol, quando Nossa Senhora de Fátima elevou-se e o sol apareceu entre as nuvens, parecendo um grande disco prateado, que girava rapidamente. O sol girou por três vezes e o milagre durou cerca de dez minutos. A aparição deixou todos maravilhados, com a fé renovada em Nossa Senhora e a certeza de que eles jamais estariam desamparados. A Cova da Ira, em Fátima, é até hoje sagrada para os fiéis que vão ao local fazer seus pedidos, orações e agradecimentos. 

Oração a Nossa Senhora de Fátima

“Santíssima Virgem, que nos montes de Fátima vos dignastes revelar a três humildes pastorinhos os tesouros de graça contidos na prática de vosso Rosário, incuti profundamente em nossa alma o apreço em que devemos ter com essa devoção, para Vós tão querida, a fim de que, meditando os mistérios da Vossa Redenção que nela se comemora, nos aproveitemos de vossos preciosos frutos e alcancemos a graça, que vos pedimos nesta oração,  se for para maior glória de Deus, honra vossa e proveito de nossas almas. 
Amém. Rainha do Santíssimo Rosário, rogai por nós.”


Agora que você conheceu a história das aparições de Nossa Senhora de Fátima, uma das santas mais populares do mundo, inscreva-se em nosso site e receba atualizações sobre outros santos também!

Leia também:

Veja Também