6 Dicas de Meditação para Iniciantes

Meditar nem sempre é uma tarefa fácil, mas existem técnicas que ajudam a descomplicar esse processo

Compartilhar
Bonecas em posição de meditação
A prática da meditação é adquirida aos poucos. Foto: Pixabay/Reprodução.

Você já tentou meditar e não deu certo? Com a gente já aconteceu a mesma coisa, afinal essa não é uma prática fácil. Porém, pesquisamos algumas dicas de meditação que nos ajudaram a relaxar melhor e aproveitar os benefícios da atividade. Por isso, hoje vamos compartilhar essa informação com você. Siga acompanhando!

Dicas de meditação

Aqui no site, já temos um artigo que aborda as vantagens e a importância de meditar regularmente. Contudo, apesar dessa atividade ser muito importante para melhorar a qualidade de vida no dia-a-dia, nem sempre as pessoas conseguem colocá-la em prática. Na verdade, é bem comum que elas desistam do processo, achando que nunca vão conseguir aplicá-lo de forma efetiva.

A questão é que meditar não ocorre de uma hora para outra, é preciso dedicação para ver os resultados. Porém, é possível deixar esse exercício bem mais simples. Desse modo, se você é iniciante, coloque em prática as dicas de meditação a seguir e verá que qualquer um consegue realizar a atividade.

1. Defina a razão pela qual você quer meditar

Quando temos um objetivo claro em nossa mente, é mais fácil persistirmos em uma ação. Sendo assim, reflita por que você quer meditar. Pode ser para diminuir a ansiedade, dormir melhor, entrar em contato consigo mesmo, etc. A partir do momento em que descobrir o que o motiva, foque nisso e pense na meditação como um meio para alcançar aquilo que tanto deseja.

2. Controle as expectativas

Em geral, nós queremos ter resultados rápidos. Por isso, quem começa a meditar já quer atingir uma concentração plena ou sentir-se completamente relaxado depois de poucas tentativas. E, quando essa expectativa não é atendida, a sensação é de frustração. Esse é o momento em que queremos desistir.

Desse modo, não se cobre demais. Comece a meditar aos poucos. Tente concentrar-se por três a cinco minutos diariamente e aumente o tempo de forma progressiva.

Além disso, saiba que alcançar um estado de concentração profunda pode demorar anos. Portanto, aceite que pensamentos irão surgir em sua mente durante a prática e que você pode não relaxar completamente. O importante é focar no processo que está sendo vivenciado e perceber sua evolução pouco a pouco.

3. Esqueça o mito da mente vazia

Esta é uma das dicas de meditação mais importantes de hoje. Afinal, o conceito de meditar está relacionado a esvaziar a mente. O problema é que encaramos essa ideia como se nenhum pensamento fosse surgir em nossa cabeça durante a prática. Isso é um grande erro.

O cérebro, em seu estado natural, está sempre refletindo. Então, o que a meditação proporciona é o fluxo desses pensamentos, de maneira que eles não afetem a concentração. Ou seja, é a habilidade de saber afastar da mente uma ideia quando ela surge e resgatá-la apenas no momento certo.

Sendo assim, não se culpe quando começar a pensar durante a meditação. Apenas desvie esse pensamento e retome a concentração. Quanto mais você treinar, mais fácil isso se torna.

4. Saiba que seu corpo vai sentir incômodos

Iniciantes na meditação tendem a sentir pequenos desconfortos corporais quando estão realizando a prática. Pode ser uma coceira, uma ardência, um formigamento, enfim, qualquer reação que surge, simplesmente, com o objetivo de causar desconcentração. Portanto, tente ignorar esses sinais, contudo, caso eles estejam incomodando muito, mude de posição e volte para o exercício.

5. Descubra o horário e o local certos

De todas as dicas de meditação aqui apresentadas, esta é a mais básica. Isso porque quem é iniciante na prática precisa de toda ajuda possível para manter a concentração. Então, imagine a dificuldade de meditar em um local barulhento ou onde você é interrompido constantemente por outras pessoas.

Desse modo, escolha um horário durante o dia em que esteja mais desocupado. Pode ser no início da manhã, antes de dormir, no intervalo do almoço etc. Ao mesmo tempo, dê atenção para o local em que será feita a meditação. O ideal é que seja um ambiente tranquilo, ventilado e onde você sinta-se confortável.

6. Foque em sua respiração

A respiração é um dos pontos mais importantes de toda prática de meditação. Assim, inspire e expire suavemente, concentrando-se no ar que entra e sai de seus pulmões. Enquanto estiver fazendo isso, tente relaxar e desligar-se dos problemas cotidianos. E, sempre que algum pensamento surgir em sua mente ou outra coisa quebrar sua concentração, preste atenção em sua respiração e volte a meditar.


Bem, agora é só colocar em prática as seis dicas de meditação que apresentamos ao longo do texto. Todas são bastante simples, mas fazem uma grande diferença para quem é iniciante na prática e ainda sente dificuldade em inserir esse exercício na rotina diária.

Ah, também não esqueça: caso tenha gostado do conteúdo de hoje, inscreva-se aqui no site e seja avisado sempre que publicarmos novos artigos. Até mais!

Leia também:

Veja Também