Oração a Frei Galvão

Para pedir uma graça

Compartilhar
Cerimônia de canonização de Frei Galvão
Cerimônia de canonização do frade brasileiro Frei Galvão celebrada pelo papa Bento XVI no Campo de Marte em São Paulo, Brasil. Autor: Fabio Pozzebom. Fonte: Agência Brasil.

Frei Galvão, nasceu em 10 de maio de 1739, na vila de Santo Antônio de Guaratinguetá, capitania de São Paulo, atual cidade de Guaratinguetá-SP. Ele era de família rica, muito religiosa e de elevado status social e político. Seus pais, Antônio Galvão de França e Isabel Leite de Barros, tiveram dez filhos e sua mãe faleceu prematuramente aos 38 anos, em 1755.

Aos 13 anos, em 1752, Galvão foi enviado para o Seminário dos Jesuítas em Cachoeiro, no Colégio de Belém, na Bahia, para estudar Ciências Sociais e Religião. Permaneceu por 4 anos, até que por conflitos políticos de perseguição aos Jesuítas, seu pai o mandou para um convento Franciscano em Taubaté, São Paulo.

Então, aos 21 anos, Frei Galvão optou definitivamente pela vida religiosa e foi para o Convento Boa Ventura de Macacu em Itaboraí, no Rio de Janeiro. Estando lá, tornou-se noviço, adotou o nome religioso de Antônio de Sant'Ana Galvão e em 11 de julho de 1762 foi ordenado sacerdote, daí foi transferido para o Convento de São Francisco na cidade de São Paulo para continuar seus estudos em Filosofia e Teologia.

Durante os anos na missão de sacerdote, Frei Galvão foi educador, diretor do convento Recolhimento, e ajudou a ampliar e criar novos conventos. Dedicou-se a oração por longos momentos e a ele foram atribuídos fenômenos místicos como telepatia, telepercepção, clarividência, premonição, levitação e bilocação, isso para atender aos necessitados que clamavam por sua ajuda.

Ainda, para atender aos doentes, criou a milagrosa pílula de papel, que consistia em um pedaço de papel com uma frase escrita: "Após o parto, permaneceste virgem: Ó Mãe de Deus, intercedei por nós", depois o papel era enrolado em forma de pílula. Até hoje essas pílulas são produzidas pelas irmãs do Recolhimento e distribuídas gratuitamente para os fiéis.

Frei Galvão faleceu em 23 de dezembro de 1822, aos 83 anos, foi sepultado no Mosteiro da Luz na cidade de São Paulo e seu túmulo é muito visitado por fiéis peregrinos. Em 25 de outubro de 1998 foi beatificado no Vaticano e em 11 de maio de 2007 foi canonizado pelo Papa Bento XVI, numa missa celebrada em São Paulo. É considerado padroeiro dos construtores, engenheiros e arquitetos. É também, o primeiro santo que nasceu, viveu e faleceu no Brasil e a data da sua celebração litúrgica é 25 de outubro.

Oração a Frei Galvão

Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo, eu Vos adoro, louvo e Vos dou graças pelos benefícios que me fizestes. Peço-Vos, por tudo que fez e sofreu o vosso Servo Santo Antônio de Sant'Ana Galvão, que aumentais em mim a fé, a esperança e a caridade, e Vos digneis conceder-me a graça que ardentemente almejo. Amém.

 

Veja Também



Boy_Girl 300X250